O abandono da Rua Emília de Jesus, em Nova Iguaçu, pela Prefeitura.

Um trabalho fascinante é o jornalismo. Algumas pessoas não concordam, mas logo pela manhã, nos deparamos com inúmeras perguntas, como: hoje vai chover? Será que vou pegar trânsito engarrafado. Enfim, inúmeras perguntas vêm a nossa mente. Agora, quando o jornalismo adentra para a contraprestação inerente ao serviço público, em contrapartida aos impostos, taxas e contribuições de melhorias que pagamos e recolhemos, a coisa deixa de ser fascinante e passa a ser vergonhosa, pois não é comum encontrarmos cidadãos satisfeitos com os serviços prestados em seus municípios. Nesse ano de eleição, o que vemos é ainda pior: há um clima de omissão geral nos municípios da baixada. O abandono tomou a forma do cotidiano, e descaradamente se adapta ao conformismo do povo, que não reclama da mazela descarada da autoridade pública. A administração municipal, como um todo, se beneficia desse comportamento social morbido. A massa brasileira parece dormir diante de seus problemas e não sae da zona de conforto. Desde cêdo aprendi que só evolui na vida quem aprende a sair da zona de conforto. Por isso, procuro aqui neste canal, mais uma forma de manifestar a minha indignação com a atitude adotada pela Prefeitura de Nova Iguaçu para resolver um problema de entupimento de esgoto. A manilha antiga de 30 cm, entupida, provoca o retorno da água de esgoto de toda a rua em frente a minha casa, que fica no final da rua, que tem cerca de 500 m, com conjunto de prédios da Marinha, com inúmeras casas residenciais, e, mesmo informando a Ouvidoria da Prefeitura, inúmeras vezes, através de e-mail, com fotos, através de comparecimento pessoal ao local de atendimento ao público daquele setor, nada é feito, ressaltando que todos os dias envio fotos por e-mail ao pessoal da Codene que informa que existem prioridades. Qual a conclusão que podemos chegar pessoal? Será que o abandono da cidade por parte da Prefeitura de Nova Iguaçu se dá por falta de verba pública? O que fazer numa situação dessa, pois o que está em jogo é a saúde pública?

Imagem: 

Editoria:

Add new comment

HTML com quebra

  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Allowed HTML tags: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <blockquote> <h4> <h3> <p> <img>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
CAPTCHA
Esta questão é necessária para prevenir spam :(
14 + 6 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.

Regras e Regulamentos

Atenção:

Não há censura de opinião nos comentários, mas o vc é o responsável pelo que escrever. Ou seja, aqui vale o Yoyow (You Own Your Own Words).

Lembre-se: Opinião é diferente de informação.

Informações sem fonte ou que não puderem ser checadas facilmente podem ser deletadas.

Serão apagadas sem dó mensagens publicitárias fora de contexto, spam usado para melhorar a posição de sites e outras iniciativas de marqueteiros pouco éticos.

Respeite as regras básicas Netiqueta.

Grosserias desacompanhadas de conteúdo, coisas off-topic e exagero nas gírias ou leet que dificultem o entendimento de não-iniciados tb não serão toleradas aqui.

Vou apagar sumariamente todos os comentários escritos inteiramente CAIXA ALTA, mensagens repetidas e textos que atrapalhem a diagramação do site.

Além de prejudicar, a leitura é falta de educação.

Não publique tb números de telefone, pois não tenho como checá-los. As mensagens com números de telefone serão apagadas inteiras.

Obviamente, qq conteúdo ilegal tb será deletado sem discussão.

Evite também mensagens do tipo "me too" (textos apenas concordando com o post anterior sem acrescentar algo à discussão).

Clique aqui para ver algumas dicas sobre como escrever um texto claro, objetivo e persuasivo.

Todas os comentários são considerados lançados sobre a licença da Creative Commons.

Se você não quer que seu texto esteja sob estes termos, então não os envie.